terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Bullying - 19 Anos Depois


[ Pára o bullying ]
[ Feia / Gasta / Abatida / Partida / Tímida / Mentirosa / Só ]
[ Plástica / Fraca / Despejada / Exibicionista / Julgada / Baixa / Sozinha / Gótica / Abusada / Porca ]

Ser chamado de menina porque gosto de brincar à Jean Grey dos X-Men (porque podia ser boa ou má num ápice), de nojento porque lambo portas e paredes (andava encostado apenas numa atitude de tristeza já que andava numa escola nova), de gay porque, de fato, talvez o soubessem antes de mim (numa terra em que ser enr***do é castigo e ser paneleiro é ser fraco). Isso magoa, baixa a auto-estima, baixa a conceção da estima que os outros têm por ti, aumenta o sentimento de solidão, amedontra pedir ajuda porque é sinal de ser fraco, amedontra pedir ajuda porque irá magoar aqueles que amas, aumenta o sentimento de zeridade em relação aos outros, faz pensar em desaparecer para sempre, faz pensar no modo de o fazer e faz com que seja feito (felizmente, parou aqui). Até parece mentira quando falam bem de ti, quando dizem que és fantástico, maravilhoso, com um coração de ouro, que gostam de ti, que te adoram, que te amam (porque o amor não é só romântico), que os fazes sentirem-se amados. E, embora seja cada vez menos, há alturas em que te vais sentir um nada, em que todos os esforços para neutralizares todos esses sentimentos de repulsa para contigo caem em vão. E vais mostrar uma máscara de durão, uma máscara de *tá tudo bem* - parece que vais chorar (estou constipado), estás triste (estou apenas cansado), estás apático (estava nas nuvens), estás chateado (estou concentrado).

Talvez se tivesse contado a alguém, eles não teriam gostado; talvez se tivesse contado a alguém, teriam-me mudado em vez de converterem o espetáculo a 4 anos de tristeza e solidão; talvez se tivesse contado a alguém, não haveria mais visitas à terrinha. 
Talvez se tivesse contado a alguém, seria mais feliz.

Infelizmente, eu também já o fiz. Porque me queria entrumar, porque não queria ser eu o alvo de chacota, porque era apenas uma brincadeirinha parva, porque não compreendia o mal que isso poderia causar. É algo que eu gostaria de não ter feito. Mas sou apenas humano e é com os erros que se aprende.




inspirado por: Kyle Phillipe *Diário dos 7 Mares*

4 comentários:

  1. lamento imenso que tenhas passado por isso :/ qq coisa estou aqui.

    ResponderEliminar
  2. Sentimento de zeridade, adoro o conceito!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neologismo - é o que dá quando se escreve o que se pensa, sem editar.

      Eliminar