quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Yuck, But Yummy

Iogurte grego com polpa de banana. Estão a imaginar? Uma gosma branca que escorrega bem da colher. Mas comestível e muito saborosa. Recomendo!


Confusão Musical I - Humanos vs. Mariza

Alguém me explica como consegui conjugar as duas!?


Adeus que me vou embora
Adeus que me embora vou



Tantas voltas dei bailando
Que a rosa se desfolhou
Quem tem, quem tem
Amor a seu jeito
Colha a rosa branca
Ponha a rosa ao peito

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

First Real Post, Neko-Chan Style

Decidi adaptar algumas publicações primordiais dos meus seguidores e comentadores e torná-los meus. Devo ser idiota, mas, pelo menos, têm ideias. E daí, nasceu este caderninho.

domingo, 27 de dezembro de 2015

Novas Ideologias

No outro dia, fui fazer meditação. Tudo porque no dia anterior fui-me encontrar com uma amiga que já não via há meses e ela disse que fazia e eu pensei: Porque não? Havia lá umas gajas tão tagarelas que apenas pela pergunta de quanto já tinham lido dos ensinamentos do Buda, desenvolveu-se talvez uma hora de parlapié. Descobri que até pode ser que me incline mais para o budismo, mas acho que devemos inclinar-nos para vários aspetos de diferentes culturas e criarmos a nossa própria identidade (tão filosófico que estou - bah!). O que gostei e que me acho que ultimamente é como me tenho sentido (embora, de vez em quando, a coisa despenque) é que a todo o indivíduo está inerente o sofrimento e temos apenas duas soluções (a terceira não merece a pena): ou solucionamos o problema se pudermos ou tentamos viver com ele (a terceira é auto-comiserarmos). O raio da meditação é que é um problema: apesar de estar a sentir o corpo (sons, dores, movimentos pouco percetíveis) estava sempre a cantarolar na minha cabeça isto: Dango Daikosoku (uma música que para mim é relaxante e muito kawaii [fofinha])


Mark - Kris Kringle

Foram dias de preguiça, foram dias de astenia, foram dias de protelação. Mas aqui cheguei. Decidi escolher uma música que acho que pode mais ou menos definir o Mark. Ainda pensei na Mariah Carey, mas esta espetou-se no cérebro gritando efusivamente.


Eu sou o que sou / Sou a minha própria criação especial / Então, vem me ver / Dá-me a força / Ou a ovação
É o meu mundo / Daquilo que tenho que ter orgulho / O meu mundo / E não um lugar onde tenha que me esconder
A vida não significa nada / Até eu que eu possa dizer / Eu sou o que sou

Eu sou o que sou / Eu não quero apreciação / Eu não quero pena / 
Eu toco a minha própria bateria 
Alguns pensam que é barulho / Eu penso que é bonito / E então se eu adoro cada brilho e cada pulseira
Porque não ver as coisas de um diferente ângulo / A tua vida é uma vergonha / Até que possas gritar / Eu sou o que sou

As adivinhas vão a vermelho, as verdades vão a verde.4.1 - Olhos castanhos4.2 - Número 42 de sapato4.3 - Azul4.4 - Praia4.5 - Pop / Mariah Carey anos 904.6 - 3 de Maio de 20084.7 - Estou a pensar numa mistura de José Hermano Saraiva (culto) com Manuela Moura Guedes (opinativo) e Lady Gaga (exquisite)

sábado, 5 de dezembro de 2015

Quem comeu mais?



A cozinha hoje comeu mais sopa do que aquela que eu comi ao almoço. O saco onde estava o Tupperware (sim, eu sou um gay fino) rasgou e entornou-se muita sopa no chão, nas bancada e na máquina de lavar. 

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Barbas Com Purpurinas

Argh! Next fashion crap!


A Minha Relação Com A Adélia



Não posso ter um cd da Adele porque não o consigo ouvir até ao fim. Eis o que aconteceu com o 21.

01 Turning Tables - Resistência a uma relação de submissão
02 Someone Like You - O ex-namorado encontra felicidade com outra. (fico sentimental)
03 Rolling Deep - Uma relação que podia ser tudo, mas que acabou.
04 Rumour Has It - Vingança por ter sido trocada, não o recebendo de volta.
05 Set Fire To The Rain - Relação baseada em mentiras. (hiperventilo)
06 He Won't Go - Quebra de relação (soluço já)
07 I Found A Boy - Ex quer de volta quando ela já tem outro (desligo o rádio que já não suporto mais)


Esta parte-me o coração: Adele - Don't You Remember [Não Te Lembras?]

I know I have a fickle heart and a bitterness,
And a wandering eye, and heaviness in my head,
But don't you remember?
Don't you remember?
The reason you loved me before,
Baby, please remember me once more.


[Eu sei que tenho um coração instável e uma amargura
E um olho divagador e um peso na minha cabeça.
Mas não te lembras?
Não te lembras?
O motivo de me teres amado antes
Querido, por favor, relembra-te uma vez mais.]

Eu Adoro Galináceos



Frango Caseiro no Churrasco com Lenha e Batatas Fritas Caseiras, Jardineira de Frango com Massa, Frango Frito, Pernas Picantes no KFC, Canja de Galinha sem Caldo, Arroz de Pato, Coxa de Peru No Forno, Frango à Paneleiro...

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Ando Perito Em...

... achar moedas de dois cêntimos na rua. Devia ser papel-moeda cunhado (do verdadeiro) de cor roxa.

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Schiuuu...



"Schiuuu... Filha da p***!" É o que me apetece gritar para a máquina do multibanco quando manda retirar o dinheiro. "Ainda o ladrão está esquecido de que quer roubar e vem-me ladroar a mim." Penso eu de seguida. Sou um pouco paranóico, às vezes.

Lá Estarás Tu

Basta os primeiros acordes e fico logo emocionado, com uma grande inspiração. (Faith Hill - There You'll Be)


In my dreams I'll always see you soul above the sky
In my heart there'll always be a place for you for all my life
I'll keep a part of you with me
And everywhere I am there you'll be


[Nos meus sonhos, eu irei sempre ver a tua alma acima do céu
No meu coração, haverá sempre um lugar para ti durante toda a minha vida
Eu manterei uma parte de ti comigo
E, para onde quer que eu esteja, tu estarás lá.]

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Olá

Estou arrependido de te ter partido o coração. E arrependo-me agora e noutro dia e em mais um.

 

Hello from the other side
I must've called a thousand times
To tell you I'm sorry for everything that I've done
But when I call you never seem to be home

Hello from the outside
At least I can say that I've tried
To tell you I'm sorry for breaking your heart
But it don't matter, it clearly doesn't tear you apart
Anymore


[Olá do outro lado
Eu devo ter telefonado umas mil vezes
Para dizer-te que estou arrependido por tudo o que fiz
Mas quando eu telefono, tu pareces nunca estar em casa

Olá do lado de fora
Pelo menos, eu posso dizer que eu tentei-te
Dizer que estou arrependido de te ter partido o coração
Mas não faz mal, parece que não te derruba
Nunca mais]

domingo, 15 de novembro de 2015

Publicidade Parodoxal



Não acho bem censurarem-se nomes. Mas quem criou uma empresa de trabalho temporário deveria ter o mínimo de cabeça pensadora para não escolher Vertente Humana como nome. E o anúncio não é nada humano: pressão para vender muito e mais por apenas alguns meses. E depois, dão-te um chuto no rabiosque e ficas a chuchar no dedo.

sábado, 14 de novembro de 2015

Músicas I (para quebrar o coração) - O Vencedor Leva Tudo

Prefiro a versão da Meryl Streep. Está cheia de performance teatral, as emoções estão mais ao rubro. Apesar da voz ser um pouco menos bela do que a do ABBA.



The gods may throw the dice
Their minds as cold as ice
And someone way down here
Loses someone dear
The winner takes it all
The loser has to fall
It's simple and it's plain
Why should I complain?

[Os deuses podem lançar o dado
As suas mentes, frias como o gelo
E alguém muito cá em baixo
Perde alguém que lhe é querido
O vencedor leva tudo
O perdedor tem que cair
É simples e é claro
Porque hei-de eu reclamar?


sexta-feira, 13 de novembro de 2015

As Mil E Uma Noites: Volume 3: O Encantado



Fiquei como no volume 2, desolado. O Encantado. Pensei em salvação, em réstia de esperança apesar de tudo, em alguém que pensa que vai encontrar uma terra de prosperidade e o sonho cai por terra e abismo. Nada disso.
A fuga de Xerazade por um dia, para desvanecer perto do dia final e a historiazinha (é pequenina) da chinesinha achei maravilhoso. Agora, quase metade do filme a falar de tentilhões, como se caçam e o concurso do canto e a descrição do canto matou-me de desalento. Éramos cinco. Um casal saíu quase no fim, provavelmente porque tinham algo para fazer. Outro casal saíu e regressou, talvez ao bar ou na esperança de algo melhor após.

2,5*/5

Mary Poppins


Adorei o filme, adorei o filme sobre a autora (Saving Mr. Banks) e decidi ler o livro. Adorei, está claro. Não me tinha apercebido no filme que a Mary Poppins era tão altiva. Parece a modos que um conto de fadas. Mergulhei um pouco na fantasia e senti-me feliz.

5/5*

It Was... [Foi...]

It was awkward. It was fun. It was lovely. It was naughty. It was fine. It was over.

[Foi embaraçoso. Foi divertido. Foi delicioso. Foi atrevido. Foi bom. Foi acabado.]

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

"All You Need Eu Vooooou"


1:01

Porque houve uma altura em que bandas portuguesas cantavam em inglês. E também me surgia pensamentos do tipo a banda Evanescence é portuguesa. E "Ao Limite Eu Vou" das Non Stop era "All You Need Is Love". Gente parva, eu sou.

P.S. - Esta música já passou aqui, mas quem cuida!?

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Eu Desejo A Todos

Eu sou uma pessoa que acha que todas as pessoas devem receber uns presentes, uma dádivas de vez em quando. Agora, em particular: aos meus amigos desejo estabilidade, amor e paz; aos meus inimigos diarreia, aftas e chatos.

Aventuras Na Farmácia XXIX - Fui


"I don't say goodbye / You don't say hello"

["Eu não digo adeus / Tu não dizes olá"]

Depois de um dia de trabalho com acrescento de uma hora, mas já com os ânimos um pouco levantados, volto atrás para ir buscar o telemóvel. Dou de costas com a patroa. "Ala, que se faz tarde!" Ouço a música depois das 23. Yep, tenho reunião.


sábado, 24 de outubro de 2015

Às Vezes...

...só me apetecia ser um cabrão, daqueles que manda tudo à fava. Mas depois relembro-me que sou muito coração doce.

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Aqui



Truly, I ain't got no business here
But since my friends are here 
I just came to kick it but really
I would rather be at home all by myself not in this room
With people who don't even care about my well-being


[Honestamente, eu não tenho nenhum gosto nisto aqui
Mas já que os meus amigos estão aqui
Eu apenas vim para curtir mas realmente
Eu preferia estar em casa só comigo, não nesta sítio
Com pessoas que nem sequer se preocupam com o meu bem-estar]

Conselhos Saudulentos II - Vitamina C



Devido à minha recente história clínica, decidi apostar numa combinação de substâncias para reforçar o meu sistema imunitário. No meu atendimento, quando sugiro um reforço do sistema imunitário, muitas vezes me respondem: "Ah! Eu como laranjas e kiwis." Aí, reparo que não vou conseguir vender o produto e desisto de convencer. Mas, minhas pessoas, a não ser que sejam as laranjas e os kiwis biológicos ou naturais, não vão conseguir uma boa dose de vitamina C à velocidade com que a fruta cresce e repara-se no sabor que têm. Se querem mesmo se precaver, recorram à farmácia.

Engate --> Conversa --> Nada

Quer engate, mas passamos a conversa. Sou delicioso, mas não suficientemente atraente. Porque não disse logo?

Recibos Verdes



Li no jornal Metro que os falsos recibos verdes aumentaram 200% em 2014. Eu fui um dos que figuraram. Tinha um emprego onde trabalhava no mesmo sítio com horário definido, salvo raras exceções. Entre ir para um Estágio Profissional onde não preenchia ainda um dos requisitos (6 meses no desemprego) achei que esta era a minha melhor opção. Como não excedia um determinado montante não tinha que pagar todos os meses o IRS (seria pago aquando das contas anuais) e não necessitava de pagar o IVA e estive isento de pagar Segurança Social por 18 meses (dado o Orçamento de Estado ser publicado em Outubro). Tudo benesses. E quando passasse a pagar Segurança Social, será que o montante pago pela entidade patronal aumentaria 50% porque passaria a pagar IVA ou perderia perto de 180€ do meu rendimento mensal? E caso acontecesse uma inspeção? Provavelmente passaria para trabalhador por conta de outrém, mas quem sabe? 

M


I'm looking for attention
Not another question
Should you stay or should you go?
Well, if you don't have the answer
Why are you still standin' here?
Hey, hey, hey, hey
Just walk away
Just walk away
Just walk away


[Eu estou à procura de atenção
Não de outra questão
Deverás ficar ou deverás ir?
Bem, se não sabes a resposta
O que estás a fazer especado aqui?
Hey, hey, hey, hey
Vai-te apenas embora
Vai-te apenas embora
Vai-te apenas embora]

P.S. - Há algo de sexy e despretencioso na música e na forma como os ouvintes se mexem. É tal qual eu!

Ando a comer um pouco menos. Estive com aftas. E ontem consegui vestir uma T-shirt tamanho M, mas do mais apertado sem sentir-me um chouriço. E os dois casacos que ficavam à justa já não apertam. And I'm feeling sexy.

As Mil E Uma Noites: Volume 2, O Desolado



O que fazer quando a fome aperta? Quando queres mais do que apenas a sobrevivência? Quando a sobrevivência é o que te espera, como te desenvencilhas? É o mote do volume 2 deste filme feito de ilusões criadas a partir da realidade desta crise que nos ultrapassa a todos nós, exceto para alguns tolos de ricos.

4,5*/5

P.S. - Espero conseguir ver o terceiro. Provavelmente será esta a sua última semana de exibição.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Conselhos Saudulentos I - O Peido


(a letra não tem nada a haver. ou terá?)

'Cause, baby, you're a firework
Come on, show 'em what you're worth
Make 'em go, "Aah, aah, aah"
As you shoot across the sky-y-y
Baby, you're a firework
Come on, let your colours burst
Make 'em go, "Aah, aah, aah"
You're gonna leave 'em all in awe, awe, awe


[Porque, querido, tu és um fogo de artifício
Vem lá, mostra-lhes o que vales
Fá-los dizer "Aah, aah, aah"
Enquanto lanças através do céu-u-u
Querido, tu és um fogo de artifício
Vem lá, deixa as tuas cores explodirem
Fá-los dizer "Aah, aah, aah"
Tu vais deixá-los todos em espanto]

Sim, hoje vamos falar de m****. De imperfeito mais tenho um pouco.
Há coisas nefastas no nosso organismo que têm de ser expulsas para não causar intoxicação e coisas que tais. O metano, gás predominante da flatulência, acumula-se no nosso intestino, resultante da decomposição dos nutrientes que ingerimos. A sua acumulação gera pressão no intestino, o que causa inchaço e dor, a vulgar cólica. É um desconforto. Portanto, libertem o demónio. Mas atenção onde o libertam. Num contexto social, façam-no na casa de banho, vão à rua. Num contexto natural, soltem-
-no que ele sobe e fica para trás (keep on walking). Num contexto pessoal (vós próprios) ou íntimo, libertem-no à vontade. Vocês não se importam e os demais também não. Num contexto de inimizade, acumulem tanto e comam tanta porcaria que haja realmente uma explosão nauseabunda e tóxica (não se esqueçam da máscara).

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Onde Estava Eu A 17 De Outubro De 2012?


O Namorado organizou uma festa para celebrar o terceiro aniversário do seu blogue e pediu colaboração de blogues. Lembrei-me de um vídeo do Buzzfeed em que pessoas reagiam a publicações antigas do facebook e tentei a minha versão. "Onde Estavas No 17 De Outubro De 2012?" é uma combinação de dois comportamentos típicos tugas: O "onde estavas no 25 de abril?" juntou-se às tertúlias cor-de-rosa dos programas da manhã. Andei a ver os comentadores das publicações do Namorado de 17 de Setembro a 5 de Outubro de 2015 e procurei nos seus blogues publicações deles no dia 17 de outubro de 2012 ou desse mesmo mês, mas anteriores a esta data. Pensei num vídeo, mas o Namorado tranformou-o numa revista. Espero que gostem. 

E assim ia a minha vida nesse período. Tinha eu um blogue com o mesmo nome deste, mas que por um acaso de loucura depressiva o apaguei. Nesse tempo andava eu apaixonado pelo namorado do meu melhor amigo. Pensava nele noite e dia. Sentia ciúmes e irritava-me muito na presença deles. Tratei-o como um verdadeiro amigo como queria ponderadamente que fôssemos em vez de me afastar e a minha fixação por ele aumentou. ERRO CRASSO! E embora não o fizesse porque sou um bom rapaz, pensamentos de separar os dois vieram-me à mente. Entretanto, o meu amigo apercebeu-se e confrontou-me e eu não desmenti. E as coisas azedaram entre mim e ele porque ele achou que tratar o namorado dele como amigo era tentar que ele se apaixonasse por mim, o que não era verdade. Foram 5 meses de alta tortura. Entretanto, deixei de estar apaixonado e ainda bem. Felizmente, 3 anos depois eles continuam namorados e eu continuo amigo deles.

sábado, 17 de outubro de 2015

Medidas De Segurança - O Saco



Qual é a ideia de me ficarem com o saco enquanto eu vou ver um filme ao cinema!? O saco continha cuecas absorventes, um talão da farmácia e dinheiro. Será que acham que há ali uma bomba? Ou servirá aquilo como arma de arremesso? Por esse motivo, o copo da 7up que levava é maior. Dá para entornar uma substância gelada e pós-pegajosa ou a minha mala a tiracolo. Foi guardada no escritório. Claro que me esqueci lá do saco. Agora vou ter que lá voltar para me entregarem o saco. Ainda por cima, o saco tem que voltar para a farmácia. Mas só segunda.

Aventuras Na Farmácia XXVIII - BOA TARDE!


A-do-ro quando as pessoas chegam à farmácia e dizem "Boa tarde!" O meu problema é o tom. É o tom de "Pare tudo o que está a fazer e atenda-me JÁ". Eu sei que sou apenas o seu vendedor de caixinhas, mas educação fazia-lhe jeito. Principalmente quando se nota que estou ocupado apenas a arrumar umas caixinhas na prateleira ou com caixinhas nos braços. Se eu lhe fizesse o mesmo, acho que ficaria trombuda(o). E, com isso, se eu ainda me lembrar que foi mal-educada(o), não lhe retribuo o "Seja feliz!" Tenho muuuuita pena!
Numa das ocasiões em que tinha caixinhas nos braços e não devia estar com muita paciência, uma delas soltou-se e caiu e eu soltei as outras, ficando espalhadas no chão. Eu iria apanhar outra vez, mas alguém fez isso antes.

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Aventuras Na Farmácia XXVII - Tropeções Em Estrangeirismos



- Queria o creme da "Vicks".
- Para colocar no peito?
- Não. Para colocar na cara.
*Momento de completa confusão na minha cabeça*
O creme que a senhora falava era Vichy.
Também já lhe ouvi chamar "Vitchy". É assim tão difícil chamar as coisas pelo nome!?

Como devemos encarar as marcas? Nome aportuguesado ou original? Ou simplesmente não interessa? Eu acho que deve ser o original. Existe a "Naique", o "Starbâques", o "Lerruá Merrlan" e as "Flái". Porque deve ser "Iqueia" e não "Iquêá", como originalmente se pronuncia? 

Só se não souberem falar e Idina Menzel virar Adele Dazeem.

Roupagem Nova Do Blogue

O blogue mudou de exposição de conteúdo. Ficou menos pessoal, apesar de ainda manter uma grande parte da minha essência. Não fazia sentido ele continuar com a mesma imagem. Aproveitei que o Namorado teve essa ideia para ganhar coragem e fazê-lo também. É amarelo e laranja porque sou parvo todos os dias e gosto de me rir e saborear a parte risonha da vida. O degradé adequa-se ao nome do blogue.

domingo, 11 de outubro de 2015

Revistas



Sou assinante da revista National Geographic. Tenho guardado todos os volumes desde 2000 e troca o passo. Li no outro dia que se deve ler e mandar para o lixo. Que só se acumula lixo. Mas também não lemos livros e deitamos fora. Acho que fico na guarda.

As Mil E Uma Noites Volume 1 - O Inquieto


Um filme que olha para a crise de um modo meio documentário, meio delírio. Dá para rir, dá para refletir, dá para indagnar. Muito vangloriado pela crítica. Inspirado n' "As Mil E Uma Noites". Volume 1 - O desespero do "Ah! E se não dá?", a f*** que o Estado nos dá, o desamor tornado destruição, o "desempregado por condição" e o voto por compaixão.

4,5*/5

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Uma Mentira Mil Vezes Repetida


A Margarida aconselhou e eu fui comprar. 

Um contador de histórias que se aproveita da ingenuidade das pessoas para revelar o que contém o romance de 1200 páginas, que leva sempre com ele, e a vida do respetivo autor. A busca incessante dos seus 15 minutos de fama pela via da mentira e especulação. Todas as personagens percorrem um caminho de talento desperdiçado que culmina na decadência e no desvanecimento. Sempre à procura da catarse, nunca alcançada.

3,5/5*

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Rescaldo Das Eleições


Sing it out
Boy, you got to see what tomorrow brings
Sing it out
Girl, you’ve got to be what tomorrow needs
For every time that they want to count you out
Use your voice every single time you open up your mouth

[Canta
Rapaz, tens que ver o que o amanhã trará
Canta
Rapariga, tens que ser o que o amanhã necessitará
Por cada vez que eles te querem pôr de fora
Usa a tua voz cada vez que abres a boca]

Nestas eleições, eu votei por convicção política (mais ou menos). Li o que cada partido defendia (os tópicos) e aquele partido que me pareceu mais adequado às minhas ideias foi aquele em que votei. Não ganhou nenhum lugar na Assembleia, embora eu ainda tivesse uma réstia de esperança que pudesse.

O que mais me espantou, menos do que ter sido a coligação PSD/CDS a ganhar, foi o fato de a abstenção ter sido a maior de sempre. Muitos não acreditam naqueles que lá estão, que é tudo tacho. Que mais vale mais do mesmo, que diferente e pior. Se nunca mudarmos, nunca saberemos.

O PAN lá conseguiu um lugar. Que ideias trará? Ou será mais um com um emprego?

Seremos direita enfraquecida ou esquerda conflituosa?

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Falta De Higiene

Foi o que notei passados uns dias depois da minha estadia no hostel onde fiquei hospedado.

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Voto: Sim, mas em quem?


O vídeo é só um apelo ao voto. Se concordas com as medidas do PS/PSD/CDS, vota neles. Não vou julgar. Até pode ser que estejas bem mais informado de política do que eu.

O voto é um direito e um dever. Dá-te a possibilidade de escolheres quem queres que governe o País. Dizem que há 8,37 milhões eleitores em Portugal, excluindo os fantasmas (que são 1,25 milhões segundo a TVI). Um deputado equivale a cerca de 42 mil votos. Se a última abstenção foi de 28,1% (excluindo fantasmas), quer dizer que 64 deputados poderiam ter sido de outro partido que não daqueles que todos criticam. Dos 132 deputados PSD/CDS elegidos no último ano, se retirássemos esses 64, ficariam 68, o que não constituiria a maioria dos 230 deputados da Assembleia. Poderíamos ter tido um ou mais deputados de outro partido que não os 6 que se apresentam hoje. Poderiam ter surgido outras ideias, ainda que pudessem nunca ter sido aprovadas, provocariam um apelo à consciência.

Estou indeciso, de momento. Vou excluir a coligação PSD/CDS e o PS em que "as moscas mudam, mas a m**** é a mesma, e o PNR que não suporto fascistas já que também tivemos emigrantes em massa nos idos anos 60 e nos presentes anos 10, portanto podemos acolher imigrantes, desde que não sejam parasitas. Posso votar no Bloco ou no PCP porque até agora (desde que me lembro) tiveram sempre assento parlamentar e trazem sempre ideias um pouco díspares dos restantes. Ou dou apoio a um dos partidos que poderei sentir mais afinidade, mas que depois ficam a "chuchar no dedo". 

Vou pensar calmamente nisso e Domingo, lá vou eu fazer a minha escolha.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Râguebi


Num destes dias, fui visitar a minha irmã. O marido estava a ver râguebi e a única coisa que eu observava eram as coxas dos jogadores, principalmente dos ingleses. Os fijianos é mais chocolate para o amargo.

Substituam "All I Do Is Win" por "All I See Is Thighs" aos 5:55. Já agora, aproveitem para ver o vídeo todo da Emma Stone a fazer lip-syncing. Muito bom.






terça-feira, 29 de setembro de 2015

Visita Ao Porto


Glee - Someday We'll Be Together

O GBBB convidou a malta bloguista a ir lá acima encontrarmo-nos e tal. Tenho a confessar que pus-me a segui-lo só para poder visitar os outros. Mas acabei por gostar do blogue. Como sou muito despistado, esqueci-me de reconfirmar e não vi a publicação sobre esse assunto. 
Apanhei o comboio às 9h57 porque o antes era às 7 e tal e para acordar cedo já me basta os dias de semana (quando trabalho às 9 que nem sempre acontece). Gosto muito mais de passear de comboio que de autocarro, embora tenha constatado agora que é um pouco mais caro (30€ vs. 19€), mas é muito mais cómodo, dá para dormir sem ir às cabeçadas à janela ou acabar com uma mialgia (dor de músculo) no pescoço, dá para ler melhor ou jogar sudoku sem tremer os números. E, se tiveres fome, porque fazes tudo à última da hora e não tens tempo de comer o pequeno-almoço, existe uma mini-cafetaria.
Chego lá por volta da uma da tarde. Quando vejo os bloguistas, só me ocorre: "o que vai fazer um puto no meio destes marmanjos!? Só arranjas sarna para te coçar. Não vais dizer um pio e vai ficar tudo a pensar que és só mais um gajo sem interesse.". É, eu sofro de baixas de auto-estima de vez em quando.
Fomos almoçar, andámos a passear pelas várias ruas e ruelas da cidade. Para baixo, para cima, para baixo, volta para trás a subir, desce, sobe. Que canseira! Que o diga o Francisco


Quis mostrar a Escada das Verdades (antiga escada das mentiras), mas não as encontrei.


No meio deste percurso, ainda nos fomos infiltrar num grupo da rapariga casadoira e das amigas. Aparecemos na foto.
Fomos jantar ao Restaurante Galerias de Paris, na Rua das Galerias de Paris. Comida bastante boa. Comi do meu (vitela aromatizada com alfazema), daquele (bife de atum com cenas verdes) e do outro (porco com mexilhão e açafrão). Só não comi do dela porque tinha presunto (almofadas de bacalhau com presunto). A minha sobremesa era a melhor (mousse de maracujá). 
Fomos depois aos gins que eu acho sobrevalorizados, mas isso é outra história. Houve alguém que me convidou para ir para casa dele e eu fiquei vermelho, depois branco como se o sangue se estivesse esvaziado e a awkwardness o tivesse substituído. Pudera com certa pessoa a tocar sempre na mesma tecla. Passámos no Café Lusitano para dar uns pezinhos de dança, mas como aquilo estava a meios que "panados-com-pão", fiquei sentado a tentar conversar que o sono estava a matar-me.
Cheguei às 3 da manhã ao dormitório e acordei toda a gente. Ainda por cima, o cacifo não estava a funcionar. No outro dia de manhã, o italiano ainda tentou falar comigo, mas eu ainda meio envergonhado, não lhe disse muito. Fui ao pequeno-almoço onde comi 2 pães com cenas, uma fatia de bolo de chocolate (só não foi mais porque senti que poderia vir alguém depois e não ter), uma caneca de chá, outra de leite e outra de café. 
Fui para o terraço até me chamarem para descer. Fomos passear por Serralves porque a Só Eu aconselhou. Fomos almoçar a uma hamburgueria boa, mas barata. Houve até um fulano que se exaltou porque um esperou pelos cinco (estávamos à espera de mesa). Os que tinham que regressar para outras terras que não no Porto, sem combinar nada, acabaram por apanhar os autocarros à mesma hora, embora em autocarros diferentes (havia caminhos que se cruzavam).

Há qualquer coisa no Porto que ainda não me despertou. Talvez seja a luz mais encoberta. Mas cada vez, desgosto menos. (acho que vou ser crucificado)

Gostei muito desta passeata. Espero que nos reencontremos em breve. 

Abraço,
Neko-chan

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Caro (f*** d* p***) Anónimo

Caro Anónimo,

Deixa-me congratular-te por teres conseguido alcançar o teu objetivo: lixares-me um bocado da vida e a da minha mãe. O fato deste blogue se chamar Um Imperfeito DESCONHECIDO e o meu nick ser uma conjugação de palavras em japonês para dizer gatinho quer dizer que não quero que certas pessoas da minha esfera familiar saibam aquilo que escrevo, principalmente para poder ter um canto em que me posso expressar sem qualquer inibição. Porque é bem mais fácil expressares-te para estranhos que não te julgam, pelo menos na tua cara.
O teu nível de frustação deve ser enorme para ires contar à minha mãe o que escrevo aqui. A minha orientação sexual já não é bem aceite no seio da minha família, mas o fato de a minha mãe saber que eu ando a fazer sexo por prazer ainda torna mais difícil o tema. E foi de tal forma que a minha mãe deslocou-se 150km para me vir dar um sermão. A minha mãe diz que eu não conheço quem és, mas eu tenho quase a certeza da tua identidade (já não é a primeira que me fazes).
Não sei qual é a razão para seres tão mesquinho, mas resolve-te a TI em vez de manchares os outros.
Mais uma vez obrigado por me teres privado da minha total espontaniedade neste blogue.

Vai f**** uma c*** ou um c* ou deixa que te f**** a ti. Há gostos para tudo.

Atenciosamente,
Neko-chan

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Aftoso



Eu tenho uma atitude bipolar em relação aos meus inimigos: ou quero que sejam felizes ou quero que tenham uma valente diarreia. Mudei de opinião, em vez de diarreia, é melhor umas aftitas. É horrível. Arde e dói. Beber água é um suplício, imaginem ter que engolir a saliva, pior se as aftas forem juntinhas aos dentes e forem lavá-las com a escova, a "chopinha de macha" aparece. Há leite, papas, gelatina, iogurtes, gelados. Cheguei até ao cúmulo, de como não tenho muito tempo para tomar o pequeno-almoço, levar a papa para comer no metro. Mas eu preciso de comer, quero lá saber de quem vê. 

Sailor Moon Crystal




Para celebrar os 20 anos do manga Sailor Moon, criado em 1991 (23?), decidiram criar 26 episódios novos da Sailor Moon. Novos porque são adaptações mais coladas ao manga original (???). Eu acho que as Navegantes parecem umas bitches da Secundária e bem galdérias, por sinal. Estão ainda mais magras e as expressões faciais são menos visíveis. BAKA!

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Man Buns

Isto é o que me fazem lembrar este novo estilo de penteado, versão lambida e versão espetada.




 
 



quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Roubo E Vandalismo



P.S. - Achei que este videoclipe representa mais esta publicação do que propriamente a música, embora também tenha a haver. O último momento de esplendor antes da não-existência. Desculpa, Rihanna.

I try to fly away but it's impossible 
And every breath I take gives birth to deeper sighs 
And for a moment I am weak 
So it's hard for me to speak 
Even though we're underneath the same blue sky 

If I could paint a picture of this melody 
It would be a violin without its strings 
And the canvas in my mind 
Sings the songs I left behind 
Like pretty flowers and a sunset


[Eu tento voar para longe, mas é impossível
E cada respiração que faço dá azo a profundos suspiros
E, por um momento, eu sou fraca
E é difícil, para mim, falar
Embora estejamos debaixo do mesmo céu azul

Se eu pudesse pintar uma gravura desta melodia
Seria um violino sem as suas cordas
E a tela na minha mente
Canta as canções que deixei para trás
Como belas flores e um pôr-do-sol]

O melhor hotel de Portugal em 1990. Um fantasma de esplendor em 2014. Abandonado, foi pilhado, vandalizado, carcaceado. Podem ver a reportagem aqui. Será que eu faria o mesmo? Penso que não, mas, por vezes, a comida em cima da mesa precisa vir de algum lado. Ou apenas é o caminho mais fácil?

Português Maligno I


Oh just to be with you is having the best day of my life 
[Oh apenas estar contigo é ter o melhor dia da minha vida]

Obrigado ou agradecido ou grato. Informal, formal, muito formal.  Acho que vou passar a ser formal (pelo menos no atendimento) porque não fico devedor de nenhum favor. Não me apetece, até porque há clientes muito péssimos (nem "Seja feliz!" levam).

Bilingue


One, two, three, four
Tell me that you love me more
Sleepless long nights
That is what my youth was for


[um, dois, três, quatro
Diz-me que tu me amas mais
Longas noites sem dormir
Foi para isso que a minha juventude serviu

Apercebeste que és bilingue quando estás a fazer Sudoku e a tentar ouvir a conversa de dois casais americanos sobre viagens, quando começas a pensar: one, two, three, four, five is lacking, it can't be here, neither here, so it should be in there (um, dois, três, quatro, o cinco falta, não pode ser aqui, nem aqui, portanto deverá ser aqui)

domingo, 13 de setembro de 2015

Hamburgueria 21



Fui almoçar à Hamburgueria 21, na Avenida João XXI, quase a cruzar a Avenida de Roma como quem vem do Campo Pequeno. O espaço é divertido. Estava lá um conhecido meu a trabalhar e eu fiquei um pouco awkward (embaraçoso - mas assim soa-me ainda pior). Trouxeram-me um hambúrguer no pão acompanhado de faca e garfo e eu nem pensei duas vezes, agarrei-o com a mão. Yummy! Só não lambi também os dedos porque estava a ler um livro e porque me chegou o peso das boas maneiras à cabeça. As batatas é que poderiam ter sido mais pelo preço que paguei. Como já eram 3 da tarde, a sobremesa foi um simples arroz-doce, mas estava bom.
4*/5

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Aventuras Na Farmácia XXVI - Palavrões



- Queria o medicamento X.
   - Alguma marca?
- Milka.
   - Esse também eu comia.

Aventures Dans La Pharmacie XXV - Je M'ai Réveillée Français


On me dit que nos vies ne valent pas grande chose
Elles passent un instant comme fanent les roses
On me dit que le temps qui glisse est un salaud
Que de nos tristesses il s'en fait des manteux

Pourtant quelqu'un m'a dit
Que tu m'aimais encore
C'est quelqu'un m'a dit que tu m'aimais encore
Serait ce possible alors?

(Disseram-me que as nossas vidas não valem grande coisa
Elas passam num instante, assim como murcham as rosas
Disseram-me que o tempo que desliza é um canalha
Que das nossas tristezas se fazem mantos

No entanto, alguém me disse
Que tu ainda me amas
É alguém que me disse que tu ainda me amas
Será, então, isso possível?)

Hier, je m'ai réveillé avec la idée de être um peu français (une fois ou an autre, francegais). J'ai pu musique française. J'ai commencé avec cette chanson: Quelqu'un M'a Dit de Carla bruni, un peu de Edith Piaf et le Youtube a fait le reste. Il y a un petit garçon qu'a dit que la musique a été trés belle (et ici, j'ai pensé "piu bella". oh! mon dieu!, c'est italien). Et autre fois que j'ai servi des gens espagnoles et j'ai allé dire "Merci beaucoup, mas pour ne passer par mal embouché: Gracias.

Tu a compris? Peut-être que tu veuilles la traduction en portugais. Voilá.

P.S. - Le Google est une belle outilage. Et le Blogger un petit fils de p***. J'ai écri en français et depuis, parce que tout a été deconfiguré, j'était eu que traduire du portugais. Me***!  Bi***! Pu****!

[Ontem, acordei com a ideia de ser um pouco francês (uma vez outra ou outra, franceguês). Pus música francesa. Comecei com esta canção: Alguém Me Disse de Carla Bruni, um pouco de Edith Piaf e o Youtube fez o resto. Houve um petiz que disse que a música era muito bonita (e aqui, pensei "piu bella" . oh! meu deus! é italiano). E outra vez que atendi umas pessoas espanholas e ia dizer "Merci beaucoup!", mas para não parecer mal educado: Gracias.

{Percebeste? Talvez queiras a tradução em português. Aqui vai.}

P.S. - O Google é uma bela ferramenta. E o Blogger um pequeno filho da p***. Escrevi em francês e depois, porque tudo ficou desconfigurado, tive que traduzir do português. Me***! Ca*****! Fo*****! ]

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Aventuras Na Farmácia XXIV - Banha Da Cobra



Qual é esta obsessão de dar aquilo que o médico passou desta exata marca quando apenas está escrita a substância?

Ou então porque é que tenho que dar a marca que o médico escreveu já não sei onde e que começa com a letra X quando nenhum original começa por essa letra? Neste caso, há um B, um M, um S e um V.

Ou "Eu quero este medicamento porque a minha amiga queixa-se do mesmo que eu e isto está a ajudar.".
"Mas diga-me exatamente qual o problema para ver se é mesmo desse que precisa?".
"Eu quero este."
(nesse caso, como o medicamento não é passível de causar grandes estragos, eu dispenso).

Parece que eu quero vender banha da cobra. Farmacêutico em Lisboa vs Farmacêutico no Alentejo: Dispensador de Caixinhas vs Profissional de Saúde, segundo me contou a minha colega que já trabalhou em terras alentejanas.

Aventuras Na Farmácia XXIII - Disclaimer: Cremes



Existe um creme fantástico de uma marca muito popular de cremes existentes na farmácia para feridas, dermatites, queimaduras e gretas. É o primeiro creme que recomendo, não por ser apenas mais caro do que os cremes medicamentosos, mas porque também é o mais eficaz. Eu sou um profissional de saúde e irrita-me um bocado as pessoas acharem que eu não estou a desempenhar o meu papel só porque "ESSA MARCA É DE BELEZA E EU TENHO UM PROBLEMA DE PELE". A senhora quis um medicamentoso e eu fui buscar até porque sem vendas não há posto de trabalho.

Agora, eu pergunto, pele acneica, atópica, gretada, seca a muito seca, desidratada e com picores, com psoríase, sensível, protetores solares, caspa é um questão de beleza!? Para tratar rugas, perda de firmeza na pele, papos, olheiras, conferir brilho ou apenas para disfarçar imperfeições sim, mas o resto não.

P.S. - Eu poderia mostrar imagens piores daquilo que não é beleza, mas decerto iria afugentar alguns leitores.

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Aventuras Na Farmácia XXII - Café



Não é sempre, mas acontece. Estava com uma enxaqueca, empurrei 2 aspirinas, mas como notei uma certa sonolência, tomei café. Resultado: tento fazer tudo ao mesmo tempo, faço nada porque não consigo completar e depois fico na converseta com a colega. Café - A minha droga.

sábado, 29 de agosto de 2015

Pssst...!

Estava a ver um filme com amigos na casa de um deles quando ouço Pssst...! Deve ser algum vizinho a fazer barulhos estranhos. Passados uns 36 minutos talvez, outro Pssst...! O que vale é que o filme não era de terror. Pssst...! AAAAHHHH!!!! Dei um salto porque estava tão imergido no filme que já me tinha esquecido do barulho. Era a porcaria do dispensador de aroma ambiental.

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Aventuras Na Farmácia XXI - Olhares


Há pessoas muito estúpidas! Houve uma pessoa que estava sentada quando fui ao balcão. Cumprimentei-a nos olhos, perguntando o que desejava. "Está a olhar para onde!?". Fui-me embora. Eu compreendo que é difícil confiar em pessoas novas, mas bastava dizer que gostaria de falar com X ou Y. Vá prá p*** que a pariu! (neste caso, deve ser mesmo para a mortandade que a velha já estava encovada). E peço desculpa à senhora sua mãe que não deve ter culpa nenhuma.

Negativo

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Aventuras Na Farmácia XX - Cantorias

Estava eu a cantarolar esta música, Human League - Why Don't You Want Me, de 1981 quando sou abordado de forma agressiva por uma cliente a dizer que eu não era daquele tempo. Porque não a posso eu cantar!? Será que não sou merecedor!? Será que a geração Y é inferior à X e por isso deve-se abstrair de se imiscuir na cultura da geração anterior!? F! Já agora, sou de 1987. :D


P.S. - Obrigado Glee por me teres apresentado outras sonoridades de outras épocas e de outros estilos.




quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Preconceito

O rapaz disse que partilhava da mesma opinião da Amy Winehouse que sem drogas, a vida era aborrecida e eu calei-me na conversa online. Preconceituoso ou apenas opinião divergente?

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

I Am Not That Guy!



E talvez tu também não sejas, mas não faz mal. Há mais interesse na tua beleza interior. E não, não me refiro aos teus intestinos até porque não me apetece acompanhar-te numa colonoscopia.

Amy

Amy Winehouse - Love Is A Losing Game

Fui ver o documentário sobre a Amy Winehouse. Porque ela tinha talento para a música e perceber o porquê de se refugiar com as drogas. Não teve uma vida fácil: os pais divorciam-se, os relacionamentos não foram os melhores. A droga foi o seu escape. Fiquei triste quando uma das vezes em que estava sóbria, na altura dos Grammys em que ganhou 5, ela dizer à amiga que sem as drogas, tudo parecia aborrecido. E, como era famosa e trazia lucros, não a deixavam em paz para se recuperar.

Eu, quando estou meio deprimido, ouço música e como, principalmente, coisas gostosas e pouco saudáveis. Nunca pensei em drogas porque fui instruído a não o fazer para não me viciar e etcetera et al. Já pensei nas drogas leves apenas para um momento de diversão, mas depois tenho medo. Não sei se por precaução ou cobardia. 

5/5
Rest In Peace

sábado, 8 de agosto de 2015

Aventuras Na Farmácia XIX - Hora De Fechar



Estava eu a tratar do lixo enquanto a minha colega estava a contar as mil e uma moedas da sua caixa. Assim que ela disse que já tinha acabado, o meu cérebro entrou em disparo automático e eu fui-me embora da farmácia, deixando o caixote no meio do armazém. Ala, que se faz tarde!

Aventuras Na Farmácia XVIII - Telefone!



Há com cada um! Há um certo senhor que gosta de ligar para a farmácia a chatear sobre perguntas estúpidas, tipo comi um bife e sinto o intestino desconfortável, posso tomar o comprimido para a tensão (como se tudo estivesse ligado - not), mas depois não compra lá nada. Portanto o número está gravado no telefone do balcão. Eu decidi atender o telefone do armazém: asneira. Estive 3 minutos a explicar que o Cartão de Cidadão não é obrigatório usar nas farmácias (há um aparelhinho que lê nome e contribuinte e não sei que mais. Foi recorde: a chamada mais curta desse senhor.